Como Dominar Clientes Em Míseros 90 Segundos

Muitas pessoas perguntam como causar uma boa impressão rapidamente, que tal o desafio de conquistar a confiança em apenas 90 segundos?

Como Dominar Clientes Em Míseros 90 Segundos

Aprenda agora alguns truques de vendas para dominar novos clientes. Muitas pessoas perguntam sobre como causar uma boa impressão rapidamente e já ganhar a atenção e simpatia de um novo cliente.

Na imensa maioria das vezes nosso tempo de atendimento é exógeno, temos poucos minutos para causar uma primeira boa impressão, caso falhemos nessa missão - vender ficará muito mais difícil.

Não se trata de velocidade, o importante é falar a coisa certa no momento certo e do jeito correto. Como? Usando truques, que podem criar pontes e atalhos para dominar o cérebro e o coração do seu cliente rapidamente.

Não vou falar aqui de aparência e tal, porque vamos combinar que isso é básico. Vestir-se bem é uma arte, se você ainda se veste mal ou tem problemas de higiene em pleno século XXI – a culpa é toda sua.

Ok, última dúvida: como você chegou nesse número exato de 90 segundos? Não cheguei, isso é apenas marketing, se eu colocasse 5 minutos você provavelmente não teria dado tanto valor ao título.

As abordagens podem variar: 1 minuto, 2, 5, o seu foco não deve ser excessivo em relação ao tempo, o seu alvo está em utilizar os truques acima, isso sim, fará de você um encantador de clientes.

Vamos começar, girem a ampulheta!


Truque 1 - Energia

O que tem de vendedor com cara de tristeza é uma enormidade. Os clientes não têm nada a ver com seus problemas pessoais. O mercado está em crise? Bem, ela será barrada na porta, ela não entra na sua loja. Lá dentro as coisas estão fluindo numa energia bacana, simples assim. Eu sei que pedem para você sorrir e tal, porém mais do que sorrir eu me concentro mesmo na ENERGIA que você emprega para persuadir os clientes.

Se você NÃO fala com energia, jamais vai conseguir chamar atenção do cliente, por mais que eles digam que não gostam de ser bajulados, eles mentem. Ninguém quer ser atendido por um vendedor disperso. Ele quer alguém absolutamente atencioso, que olhe nos seus olhos e escute atentamente suas demandas, além de elogiar e reforçar suas escolhas.

Ter energia não significa gritar, falar alto, pelo contrário, energia é o carisma, é sorrir por dentro, sorrir mesmo sem mostrar os dentes, é arregalar os olhos, é manter uma postura como se fosse a pessoa mais saudável e confiante do mundo.


Truque 2 - Confiança

A maior objeção de uma venda é a falta de confiança. Fale com propriedade sobre seus produtos e serviços. A ciência já confirmou que a postura RECLASSIFICA a opinião que temos sobre uma pessoa, ombros encolhidos, olhar pra baixo, ocupar os cantos da sala na tentativa de se proteger... É um fiasco.

Mesmo que você não seja uma pessoa confiante, não tem problema, FINJA. Todos temos um pouco de "ator", chegou o momento de atuar, não precisa mudar seu jeito em casa, mas o ato de fingir que é confiante vai sendo aos poucos absorvido por sua personalidade, com o tempo você poderá se tornar quem você quiser.

FINJA e o hábito fará o resto.


Truque 3 - Casualidade

Fale com seus clientes como se tivesse batendo um papo com um amigo, nada de jargões de vendas ultrapassados. Quando escuto eu já fico imaginando que o vendedor é fraquinho.

Usar sim senhor, prezado senhor, pois não senhor? Ora, macacos me mordam! Você pode ser educado sem usar esses jargões enfadonhos. Isso só afasta os clientes. Trate-os como bons e velhos amigos. Aqueles que vocês tem grande carinho e consideração. Chame o cliente pelo primeiro nome, durante o diálogo repita o nome desse cliente algumas vezes, eles vão se sentir extremamente valorizados, pois o atendimento será mais personalizado a partir dessa ação simples.

O excesso de intimidade também pode matar sua venda. Nada de usar: meu amor , nega, FERA, minha querida e por ai vai... Aliás , desconfie de pessoas que te chamam de querida e querido...


Case #QB

Gerenciei um grupo de lojas de varejo para classe C e D, coloquei como obrigatório no script, que todo cliente deveria ser chamado pelo primeiro nome, inclusive no caixa, a atendente já recebia o pedido da vendedora com o nome do cliente, ela também tinha a obrigação de chamar o cliente pelo nome.

Fiz uma pesquisa de satisfação em relação ao atendimento , guardo até hoje essa pesquisa, pois tivemos um aumento de quase 30% em relação ao nível de atendimento do vendedor. Incrível! Eles apenas começaram a chamar o cliente pelo nome.

Mas Fabricio, tem gente que não gosta de ser chamada pelo nome porque o nome é "feio". É verdade, no entanto a maioria das pessoas que não gostam do seu nome normalmente já citam o nome pelo qual gostam de ser chamadas.

Pode haver um chatinho ou uma chatinha que não queira dizer o nome, sem problema, nunca decida sua vida pela exceção. Chamar pelo nome é ser casual. Usar palavras e termos não robotizados é casual, a casualidade gera simpatia imediata e cria uma conexão emocional com o cliente.


Truque 4 - Enfatize semelhanças

Quando você conhece uma pessoa pela primeira vez é preciso ser um rápido observador, roupas, gestos, sotaque, tudo isso são características importantes para você usar como gancho para desenvolver uma boa conversa de vendas. Afinal, como eu disse acima: devemos tratar clientes como nossos amigos.

Se a pessoa tem um sotaque gaúcho por exemplo, você diz: adoro seu sotaque, mas gosto mesmo dos maravilhosos vinhos da serra gaúcha! Você elogiou a terra da pessoa , não tem como ela não gostar. Lembre-se: clientes gostam de elogios sinceros.


Truque 5 - Use a culpa para vender

Outro exemplo: adorei seu sapato, sempre quis comprar um assim, assim que eu tiver condições vou usar essa marca. Nesse caso você colocou o cliente em um posição superior...( colocou um pouco de culpa nele ). O coração estará amolecido e você terá mais facilidade para fechar a venda.


Truque 6 - Âncora mental

Algumas palavras são matadoras para influenciar uma pessoa que você acabou de conhecer. Um exemplo simples: você está conversando com alguém na intenção de vender algo, em determinado momento você pega alguma deixa que o cliente falou a respeito dele e você aproveita pra elogiar, exemplo: "que MÁXIMO essa sua decisão"! veja que a palavra MÁXIMO você pronunciou com uma ênfase maior, mudando o tom de voz e usando mais energia.

Esses gatilhos mentais não são percebidos pelo cliente. O próximo passo é a usar a palavra para vender, exemplo: esse vinho é o MÁXIMO.

Você criou uma âncora para validar a palavra MÁXIMO como algo bom, depois usá-lo dentro do argumento de vendas é matador para influenciar no processo de decisão de compra.

Essas dicas de hoje não são o MÁXIMO?  

blog comments powered by Disqus
logofotter Copyright © 2013 - Todos os Direitos reservados - QUEBRE A BANCA
logofotter Copyright © 2013 - QUEBRE A BANCA
Todos os Direitos reservados